Ganhar dinheiro na Internet! Minha História (Parte 2) 07/2017

Cerca  de 2 anos atrás (2015) escrevi um artigo sobre Ganhar Dinheiro na Internet onde contei sobre minha história até aqui trabalhando com Adsense, Afiliados e outros meios de monetização.

Muita coisa mudou desde que escrevi aquele texto. Durante o tempo que passou, eu decidi dar uma chance para outros formatos de monetização abrindo mão de algumas coisas que achava ser a melhor opção até então.

Pensando nisso, resolvi atualizar e continuar contando a historia de 2015 até aqui (Jul/2017).

Alerta de Textão: Assim como anterior, esse texto será longo mas bem divertido e interessante para quem se interessa pelo assunto.

Adsense e SEO: O fim do Romance e Lições sobre Marketing Digital

Depois de cerca de 6 anos de uma história de amor e ódio com o Google Adsense, defendendo com unhas e dentes que era a melhor forma de ganhar dinheiro online, algumas coisas mudaram.

Toda a instabilidade que existe em depender do Google como única fonte de tráfego me fizeram repensar se valia a pena continuar apesar de tantas incertezas.

De início eu abandonei totalmente qualquer investimento de tempo e dinheiro em SEO. Será que tem volta? continue lendo…

Algo que aprendi nestes últimos 2 anos é que não existe nenhuma fonte de tráfego ou projeto estável nessa área de Marketing Digital (voltado para afiliação, vendas e cliques).

Apesar de toda instabilidade, com a prática e muitos erros, entendi que é necessário ter diversos projetos em diversas frentes, baseados em fontes de tráfego diversas.

Trabalhar dessa forma faz com que você sinta um impacto menor quando as coisas caem ou mudam repentinamente (ex: quando seu site é penalizado pelo Google ou sua conta no Facebook é bloqueada).

Adwords e Facebook Ads: Como me Apaixonei por Tráfego Pago

Cerca de um mês após escrever o primeiro texto contando minha história ganhando dinheiro na internet, eu me animei e resolvi voltar a dedicar algum tempo para criar novos blogs e trazer de volta das cinzas aqueles que um dia foram rentáveis.

Neste tempo conversando com alguns amigos que tinham sucesso na combinação SEO + CPA eu decidi também criar 3 sites para produtos de CPA (CPA é um tipo de segmento de afiliação, mas para produtos físicos e sem devolução de comissões).

Criei os sites e minha intenção era trazer tráfego através de SEO, já que não tinha dinheiro nem vontade de me aventurar em tráfego pago.

Com os sites de Adsense subindo eu já tinha uma grana entrando, cerca de 800 reais em 1 mês e meio de trabalho. Paguei as contas de hospedagem de sites e domínios com esse dinheiro e separei 50 reais pra fazer um teste no Google Adwords.

Certo dia, estou lá trabalhando e resolvo acessar o painel da C2CPA que é a plataforma onde me afiliei a um destes produtos. Quando olho o relatório de cliques, sem esperar muita coisa, vejo o valor de R$ 240,00.

Fui até o Adwords e percebi que gastei apenas R$15,00 (nem se anime que eu já explico o que aconteceu e porque tive um ROI tão absurdo assim).

Na mesma hora subi o orçamento diário do Adwords pra R$100,00 por dia e vendi cerca de R$ 800 reais naquele dia, fácil assim. Eu pensei ter descoberto uma mina de ouro, mas na verdade só estava no lugar certo e na hora certa.

Uma Chave Virou

Nos dois meses seguintes comecei a vender bem com Adwords + Produtos de CPA. Como o faturamento estava mais alto e a mordida do Governo era grande nos impostos, tive que abrir uma empresa. Passei a emitir notas e o negócio ficou com um ar mais profissional.

Neste tempo resolvi aproveitar o dinheiro que estava entrando para aprender a trabalhar com Facebook e diversificar. Foi a melhor coisa que eu fiz já que essa vaca gorda durou apenas 2 meses aproximadamente.

Primeiros passos no Facebook Ads e muito dinheiro jogado fora.

Assim como acontece com todo mundo que está aprendendo a lidar com tráfego pago no Facebook, existe uma curva de aprendizado e você deve ser cuidadoso para não torrar dinheiro demais.

Como estava com um fluxo de caixa bom, acabei investindo sem tanto cuidado assim. Não fiz nenhuma loucura mas hoje vejo que poderia ter economizado pelo menos 70% do que gastei cno período de aprendizado.

Valeu a pena investir em Facebook pois assim que o Adwords parou de dar resultado e os produtos de CPA pararam de vender, eu tinha uma segunda fonte que estava começando a dar os seus primeiros resultados além de ter conseguido abrir a empresa (só o cnpj, não larguei o trabalho).

Fui até para o Afiliados Brasil com convite da plataforma de CPA na qual eu anunciava, me senti um Youtuber entrando de graça em uma festa de famosos. Aliás se você nunca foi no Afiliados Brasil, você deve ir! Este evento muda sua cabeça se você aproveitar do jeito certo.

Meu início com Facebook ads

Agora que o papai noel do Adwords já tinha ido embora, era hora de encarar o Facebook Ads com mais seriedade.

Um dos erros que cometi e que é o erro mais comum de quem começa a trabalhar com Marketing Digital, foi o de achar que as coisas acontecem por mágica ou que para tudo existe uma fórmula.

Ouvi muita gente, fiz muitos cursos de Facebook até aprender que 50% do conteúdo deles está errado ou não passavam de tentativas brazucas de aplicar misticismo a tecnologia.

Há algum tempo tenho percebido isso, todo curso nacional tenta atribuir condições místicas ao funcionamento das ferramentas.

Eles ensinam coisas como, colocar um asterisco depois de determinada palavra vai diminuir seu custo por clique e em 3 dias aumentar suas conversões. Chega a ser engraçado, mas no começo eu acreditei nessas maluquices que são desmentidas pela documentação oficial da plataforma.

Promovi diversos produtos, sem nenhum conhecimento, fazendo anúncios ridiculamente fora de qualquer padrão ou com possibilidade de alcançar algum resultado. Não vou entrar em detalhes mas pretendo em breve fazer alguns posts ensinando algumas coisas que aprendi.

Com o tempo, e esse tempo foi de quase 7 meses (de fevereiro/16 a agosto/16), comecei a pegar o jeito e as vendas começaram a ser mais constantes e bem devagar fui saindo do zero a zero. Mais ou menos em setembro/16 eu já estava conseguindo anunciar e ter lucro bastante consistente.

Como me identifico com o nicho de música, resolvi me dedicar a divulgar produtos nesse nicho. Eles não são os que vendem mais, mas possuem certa estabilidade se você fizer as coisas do jeito certo.

Por falar em fazer do jeito certo, eu não fiz e olha só o que aconteceu:

Fica Rico, fica pobre… fica rico.. fica pobre

Ganhar Dinheiro na InternetCitanto a grande pensadora do nosso tempo, Britney Spears “whoops i did it again“. Como todo marinheiro de primeira viagem, comecei a perder a mão na administração do dinheiro, das contas e etc.

Cometi o erro clássico de não seguir um plano de contas, não criar processos e misturar as contas da pessoa física com pessoa jurídica(por exemplo montei um computador para meus labs com dinheiro da pessoa jurídica) e como não poderia deixar de ser, fiquei no vermelho.

Na verdade apenas a empresa ficou no vermelho, boa parte dos lucros foram pra investimentos meus e da minha esposa e uma vez que o dinheiro deixou a empresa passando a ser meu e dela, preferi não resgatar e levantar a empresa sem depender disso.

Para piorar, as vendas caíram devido a sazonalidade e a situação econômica e política do país. Apesar da culpa ser toda minha, esses fatores influenciam sim a entrega dos anúncios no Facebook, mas é verdade que se eu tivesse me planejado melhor esse problema teria sido superado facilmente.

Um exemplo de como o cenário político interfere no Facebook: Quando um famoso político é preso ou condenado, onde é que os que são contra ou a favor dessa pessoa vão xingar ou chorar as mágoas? Exato! E tudo isso deixa o custo e a entrega dos anúncios totalmente loucos.

Sem falar também no fator econômico que interfere, principalmente no nicho que eu trabalho que é o de cursos musicais, ou seja, quando falta dinheiro a primeira coisa que cortamos são os gastos não essenciais.

Uma chave virou (Parte 2)

Toda essa queda aconteceu por volta de Maio/17. Confesso que pensei até em fechar a empresa mas conversei com o contador e consegui uma forma mais barata de deixar ela aberta para quando eu me recuperar.

Passei um tempo refletindo sobre os pontos onde tinha errado e percebi o quão infantil fui em todo este processo, mas agora era hora de mudar e corrigir os pontos onde estava errando.

Além de todo a bagunça que fiz nas contas da empresa, uma coisa que percebi é que estava sendo muito afobado e querendo que as coisas acontecessem rápido demais.

Acredito que estava assim porque uma vez que “acertei a mão” no início com o Adwords, algo em mim pensava que seria sempre deste jeito.

Mesmo com as contas da empresa perto do “vermelho” resolvi investir em 2 treinamentos de pessoas que considero no marketing digital que são o Farouk Palis (do curso Profissão Afiliado) e o Giordano Narada (do Protocolo Sparta e Decolagem Digital).

Investi nos dois treinamentos para entender a metodologia de trabalho deles, referente a metodologia de testes e análise de métricas e processos. Eles me ajudaram demais, principalmente o Protocolo Sparta pois me identifiquei muito com a história e forma de trabalho do Giordano.

Parei tudo que estava fazendo, fechei todas as torneiras de gastos e recomecei do zero. Aproveitei que o Afiliados Brasil estava próximo e usei o evento mais uma vez como fonte de inspiração para recomeçar.

Encontrei alguns amigos no evento, vi alguns cases de sucesso e conversei com algumas pessoas. Isso me ajudou demais a tomar a decisão de não desistir e fazer as coisas do jeito certo desta vez.

Escolhi exclusivamente os produtos da vertical de música para me dedicar exclusivamente, pois com ela consegui me manter mais estável na maior parte do tempo.

Estudei muito material gringo de facebook, marketing de afiliados e copywriting, li e estou lendo alguns livros sobre vendas e marketing.

O crescimento está sendo lento mas aos poucos estou voltando, só que desta vez entendendo de verdade o que acontece com as minhas campanhas e sabendo o que dá certo e o que não dá. Tudo isso é essencial para replicar o processo e multiplicar os ganhos.

Este era um dos meus maiores erros, eu saia tentando de tudo e quando alguma coisa dava certo eu não sabia o que fi pra chegar até ali.

Meu retorno ao Adsense e SEO

Só pra não deixar de comentar, além de focar meus esforços em uma única linha de produtos eu resolvi reativar e subir alguns projetos de Blogs, Adsense e SEO.

Voltei a dar atenção ao meu site CantarBem.com, reativei meus últimos dois sites de Adsense que após algumas alterações simples já estão dando U$5,00 por dia (sei que não é nada para um site que já chegou a bater U$ 150,00 por dia, mas aos poucos chego lá de novo).

Estou criando um site no modelo Escola de Música Online chamado VouTocar.com para oferecer os cursos que vendo no facebook mas por ele será através de SEO e talvez Adwords.

Tá parece falta de foco, eu sei, mas a verdade é que depois que você coloca as campanhas pra rodar não tem mais o que fazer. Por este motivo acaba sobrando tempo para uma segunda atividade.

Nova fase e o que está por vir

Toda essa história chega até o dia de hoje onde estou escrevendo este artigo, os ganhos ainda estão longe de ser o que eram, aliás, o faturamento está bem perto mas a margem de lucro ainda é quase zero. Isso é normal para quem trabalha com tráfego pago, no período de testes os investimentos são maiores do que o retorno.

Estou recomeçando sem pressa, sem olhar para o lado ou para os números dos outros.

Uma das coisas que ouvi em uma palestra do Eder Prado no Hangar, que é um evento da Monetizze(esqueci de dizer que também fui nele) e que aconteceu antes do Afiliados Brasil foi o seguinte, até anotei no Keep durante a palestra, olha o print:

Citação do Eder Prado no Evento Hangar da Monetizze

Não é nenhuma citação super profunda mas ela tinha tudo a ver comigo e os erros que cometi. Por este motivo decidi manter a calma e entender cada passo e cada resultado que estou tendo e terei daqui pra frente.

Em outra palestra também aprendi que grande parte dos negócios vão por água abaixo não por falta de conhecimento técnico, mas por falta de gestão e de controle dos números. Saber de onde veio, onde está e para onde está indo é fundamental.

Cenas do próximo capítulo…

Como o primeiro texto onde conto meu início neste mundo de Ganhar Dinheiro na Internet, encerro a história em um ponto de recomeço e de baixa (talvez eu devesse escrever séries, porque as temporadas sempre acabam assim também).

Espero que a próxima atualização dessa história não termine assim, e que as coisas daqui pra frente se mantenham em um uma crescente.

Comente abaixo, diga o que achou e até a continuação dessa história…

Ícaro Melo

Especialista em Tecnologias Microsoft, Redes de Computadores e Infraestrutura. Como hobby, faço monetização de sites com Adsense e Afiliados.